KPI – Key Performance Indicator

Key Performance Indicator, ou Indicador-chave de Performance/Desempenho, é um termo tipicamente utilizado para descrever a forma de mensurar ações da empresa, que podem ser associadas a um conjunto de iniciativas destinadas a cumprir objetivos de mudança, melhoria ou transformação de uma organização. É importante lembrar que KPI e métricas aparentam ser a mesma coisa mas possuem significados diferentes.

Os Indicadores-chave são criados a partir de métricas e são importantes para o negócio visando principalmente determinados resultados desejados, além de avaliar a performance da organização e fazer uma análise dos principais interesses de seus clientes e/ou usuários.

Já as métricas, de modo mais amplo, podem fazer parte da construção futura de um indicador. Como exemplo, uma métrica definida poderia se referir ao comportamento dos usuários de um determinado site, sem necessariamente se ter uma meta de desempenho definida para ele de imediato.

É relevante afirmar que quando uma métrica passa a ser relevante para o negócio, de fato estratégica para uma instituição, ela tem potencial para se tornar um KPI, e fazer parte importante na tomada de decisões de modo a auxiliar gestores a escolherem as melhores ações de mudança em diversas áreas como Recursos Humanos, TI e Finanças.

 

Como são classificados os indicadores em KPI

Indicadores Estratégicos: Aqueles traçados primariamente, acompanhados pelos diretores e tem como desígnio principal demonstrar de forma ágil os objetivos atingidos, como por exemplo o rendimento bruto.

Indicadores Táticos: Índices secundários assistidos pelas gerências de departamento. Seus resultados devem ser estreitamente associados aos números estratégicos, por exemplo, os meios pelos quais as empresas fecham o negócio.

Indicadores Operacionais: Estes são acompanhados por especialistas de cada área da empresa/organização. Eles fornecem uma gama maior de detalhes no que tange ao entendimento dos indicativos anteriormente citados. Exemplo: número de vendedores por Canal de Vendas.

A fim de definir os Indicador-chave de Performance/Desempenho, é necessário, além da data de início e da solução final desejada, a utilização de uma metodologia, como a SMART (Specific, Measurable, Attainable, Relevant e Time-bound)*.

 

Como a Addunt Consulting propõe o KPI

A Addunt propõe um modelo de gestão de performance que permita medir e avaliar o desempenho da organização, suportando a governança executiva de planos corretivos e de melhoria. Para isso, são consideradas as seguintes dimensões de trabalho, em etapas sequenciais:

Diagnóstico – Identificação de valor; das atividades que agregam e desafios;

Voz do Cliente – Capturar as percepções de qualidade dos clientes externos e lideranças;

Desenho do Modelo – Definir objetivos estratégicos, métricas e iniciativas;

Viabilizadores – Designar processos, perfis, rotinas e ferramentas para medir e acompanhar.

 

Exemplos de passo a passo de um Desenho de Modelo.

Passo 1: Identificação dos Objetivos

De modo geral, utiliza-se informações internas e externas, a serem tratadas em modo colegiado.

Passo 2: Avaliação de Responsabilidades

Avalia a responsabilidades associada aos objetivos estratégicos em cada perspectiva do BSC, p ex (Financeira, Cliente, Processos, Inovação e Aprendizado).

Passo 3: Relações de Causa e Efeito

Analisa o quadro geral de acordo com a perspectiva (Financeira, Cliente, Processos, Aprendizado e Crescimento).

Passo 4: Definição dos Indicadores de Acompanhamento

Idealmente, cada objetivo deve ter de 1 a 2 indicadores, buscando, na medida do possível, equilíbrio na distribuição entre as perspectivas. Importante atentar para os critérios de seleção de indicadores: Medição, consistência, Impacto, Comunicação, Extração, Comparação, Segurança e Foco

Passo 5: Definição de Metas

Define o tipo de metas de acordo com a longevidade, como as dicas a seguir:

Longo Prazo

·       Determina o desejo da visão de longo prazo

·       Metas agressivas que acarretam em grandes desafios para a companhia

·       Requer mudanças estruturais, não podendo ser alcançada com mudanças táticas

·       Direciona toda a organização para único ponto focal (horizonte acima de 5 anos)

Medio Prazo

·       Metas intermediárias que combinadas resultaram no cumprimento das metas de longo prazo

·       Também requerem mudanças estruturais, mas não tão dramáticas quanto para o alcance das metas de longo prazo (horizonte de 2 a 5 anos)

Curto Prazo

·       Metas para gestão de rotina

·       Acompanhamento recorrente de resultados para medição do alcance dos objetivos (horizonte mensal, trimestral ou anual)

Passo 6: Definição de Iniciativa

Define a iniciativa de acordo com a relação de esforço, custo e tempo de implantação, versus os benefícios que ela poderá promover se aprovada.

Passo 7: Priorização de Iniciativa

A partir da definição dos critérios, será realizada uma pontuação a partir da matriz de priorização, a qual cruza benefícios versus custos para encontrarmos os tão desejados “Quick Wins”.

Passo 8: Elaboração de Plano de Ação

As iniciativas, preferencialmente, devem considerar ações nas perspectivas de processo e aprendizado/ inovação e os resultados de melhoria nessas perspectivas devem refletir diretamente nas perspectivas de clientes e financeiras

Passo 9: Construção de Rotina de Acompanhamento

Utiliza-se, associado ao mapa estratégico de objetivos, um dashborad com os indicadores e metas, também associados a uma lista de iniciativas de melhorias.

Entre em contato com a Addunt e saiba como mensurar as ações ou iniciativas que atendem aos objetivos de sua empresa e garanta o sucesso do seu negocio.

Posts Relacionados

Redesenho do modelo de gestão da TI, com base na jornada de experiência dos seus usuários.
Suporte em Planejamento Estratégico centrado no cliente
Como aplicamos o Design Thinking
Fale um pouco sobre seus objetivos
Antes de concordar leia a nossa Política de Privacidade em https://www.addunt.com.br/politica-de-privacidade/
Este website usa cookies e solicita seus dados pessoais para aprimorar sua experiência de navegação.